Como estimular a criatividade através da cromoterapia

Como o sangue, o vermelho estimula a alegria de viver, a felicidade de criar e realizar. Quente e intensa, é associada a paixão e desejo, como a maçã que fez Adão e Eva descobrirem o prazer.

Segundo as filosofias orientais, o vermelho é uma das sete cores que regem os chacras — centro de energia posicionados ao longo do corpo –, responsável pelo equilíbrio físico, mental e espiritual. Esta cor rege o chacra básico, que fica na base da coluna, acima dos órgãos reprodutivos, e é sede da energia vital.

Mas jamais abuse do vermelho porque então poderá provocar sensações desagradáveis como esgotamento e cansaço.

Mas para sentir-se bem e com sua criatividade ‘acesa’ como o fogo, faça o seguinte:

Num cômodo de sua casa, em uma mesinha ou prateleira, ponha algum santo ou entidade de sua devoção. Ou se não tiver, apenas esolha algum objeto de cor vermelha – pode ser vela, vaso com flores. Acenda incensos e fique aí por um tempo, energizando seu corpo, respirando compassadamente, concentrando-se em sua criatividade.

Os celtas já se utilizavam da cor vermelha em suas comemorações, pendurando maçãs em árvores. Muito antes do Cristianismo. Hoje, buscamos ensinamentos e sabedoria dos antigos povos porque o homem está descobrindo suas origens espirituais.

Você gostou deste post?

Leia também: